Sociedade
23 Maio de 2022 | 11h48

Quadros da Justiça melhoram as técnicas de atendimento

Um total de 196 técnicos, afectos à Delegação Provincial da Justiça e Direitos Humanos do Bengo, concluiu, em Caxito, um ciclo de formação sobre uniformização de actos práticos de registo de notariado e de identificação civil e criminal.

A formação, que decorreu de 25 de Abril a 20 de Maio, serviu para capacitar os operadores de Justiça que actuam nas áreas de Registo, Notariado, Identificação Civil e Criminal, bem como os técnicos que trabalham na área de Recursos Humanos. O vice-governador do Bengo para o Sector Político, Económico e Social, José Bartolomeu, disse que "a formação joga um papel importante na vida dos agentes públicos, porque permite a execução de tarefas com elevado grau de profissionalismo".

O delegado da Justiça e dos Direitos Humanos na província do Bengo, Carlos Macuti, explicou que a iniciativa está enquadrada no Plano Nacional de Formação do Ministério de tutela, que, em parceria com o Instituto Nacional de Estudos Judiciários (INEJ), desenvolve acções viradas à melhoria da qualidade profissinal dos técnicos.

Carlos Macuti avançou que o ciclo de formação sobre uniformização de actos práticos de registo de notariado e de identificação civil e criminal, que encerrou na sexta-feira, decorre desde Agosto de 2021, sendo que as províncias do Bengo e de Luanda integraram a primeira fase.

Fonte: JA