COVID-19
10 Junho de 2021 | 20h00

Mais de um milhão de doses de vacinas contra a COVID-19 administradas em Angola

Angola alcançou o marco de mais de um milhão de doses de vacinas contra a COVID-19 administradas, após ter recebido as primeiras doses da iniciativa COVAX, uma parceria entre a Gavi, CEPI e OMS, que visa assegurar a distribuição equitativa das vacinas contra a COVID-19, em todo o mundo.

O Ministério da Saúde de Angola anunciou ter alcançado o marco de mais de um milhão de doses de vacinas administradas à população,após ter recebido inicialmente, no dia 2 de Março do corrente ano, 624.000 mil doses da vacina AstraZeneca-Oxford do Instituto Sérum da Índia, no âmbito da iniciativa COVAX, e posteriormentea 29 de Abril de 2021, 495.000  mil doses adicionais.

 

Um total de 2,172,000 doses da vacina da COVID-19 foram alocadas para Angola até Junho do corrente ano,como parte das doses doadas a mais de 92 países de baixa renda, pelos parceiros da iniciativa COVAX. 

 

Segundo a Representante da OMS em Angola, Dra. Djamila Cabral, os resultados positivos registados no país, traduzem o engajamento das autoridades e os esforços conjuntos de toda a sociedade no combate a pandemia da COVID-19. 

 

"Felicitamos Angola pelo forte engajamento e determinação demonstrados desde o processo de elaboração atempada do plano de vacinaçãoregulamentação, entre outros, o que resultou na resposta positiva da Covax e a aquisição atempada de vacinas para a protecção da sua população”, disse Dra. Djamila Cabral"A OMS regozija-se de poder estar ao lado do Governo de Angola e das populações, nesta empreitada para proteger a saúde de todos e salvar vidas”.

 

Para garantir acesso seguro e equitativo às vacinas da COVID-19, bem como o sucesso da campanha de vacinaçãoas autoridades sanitárias angolanasdesenvolveram, com o apoio dos seus parceiros, nomeadamente a OMS, o UNICEF e Gavium Plano Nacional de Vacinação e distribuição da vacinaincluindo a priorização dos grupos alvosque permitiu o reforço das infraestruturas para a vacinação e a cadeia de frio, formação de vacinadores, gestão contínua da desinformação, a criação de um sistema de registo eletrónico da vacinaçãoassim como a criação de centros de vacinação de alto rendimento

Para o Representante do UNICEF em Angola, Ivan Yerovieste é um marco digno de destaque. É um testemunho do trabalho árduo e do compromisso dos trabalhadores da saúde, funcionários do governo e todos os envolvidos na campanha. 

 

"Não podemos descansar até que a família mais vulnerável de Angola esteja segura. Estamos todos juntos no apoio à esta campanha mundial de vacinação sem precedente. O UNICEF fará tudo o que tiver ao alcance no sentido de continuar a apoiar o Governo de Angola nos seus esforços de vacinar toda a população”

 

Em Angola, actualmente, cerca de 30 mil doses de vacinas são administradas à população diariamentena expectativa de alcançar a meta de pelo menos 20% da sua população, até ao final do ano. 

 

Entretanto, o desafio da escassez da desigualdade dacesso às vacinas contra a COVID-19, poderão comprometer as aspirações das autoridades sanitárias e do povo AngolanoA OMS, UNICEF e outros parceiros da COVAX, renovam o apelo à comunidade internacional para acelerar a partilha das vacinas existentes e a promoção da produção das mesmas em todo o mundo.

 

Sobre o mecanismo COVAX:

 

O mecanismo COVAX é Co-liderada pela Gavi (Aliança Global para a Vacina e Imunização)OMS (Organização Mundial de Saúde) e CEPI (Coalition for Epidemic Preparedness Innovations), que trabalha em parceria com o UNICEF, bem como com o Banco Mundial, organizações da sociedade civil, fabricantes e outros. COVAX faz parte do Acelerador de Acesso às Ferramentas da COVID-19 (ACT- Accelerator), uma colaboração global inovadora para acelerar o desenvolvimento, produção e acesso equitativo aos meios de diagnostico, tratamentos e vacinas contra a COVID-19.