Política
23 Maio de 2022 | 14h44

Governador solicita prontidão dos jornalistas na cobertura eleitoral

O governador do Cuando Cubango, José Martins, solicitou no fim-de-semana aos profissionais dos órgãos de comunicação social público ética e isenção na divulgação de todas matérias inerentes à realização das eleições gerais de Agosto próximo.

Em declarações à imprensa, o governante ressaltou que o momento exige maior operacionalidade e prontidão dos órgãos e profissionais, porquanto se avizinha o período do arranque da campanha cívica eleitoral na imprensa no país.

O governante lembrou que o país está na rota da realização de mais um pleito eleitoral, o que vai exigir que os órgãos sejam mais operativos no sentido de divulgar todas as notícias inerentes a preparação da realização das eleições.

José Martins disse que os profissionais de informação no Cuando Cubango têm que estar prontos para esse desiderato, quando faltam poucos dias para o início da educação cívica na imprensa, que tem que ser exercida com espírito de respeito, ética e deontologia, dentro dos limites estabelecidos pela legislação.    

Sobre possíveis apoios, reconheceu que, apesar de os órgãos serem públicos e regidos de meios próprios derivados dos Conselhos de Administração, não retira a responsabilidade do governo provincial impulsionar e incrementar apoios locais, para tornar mais célere a sua actividade.

Ainda assim, o governador fez uma avaliação positiva do funcionamento dos órgãos, apesar do elevado nível de dificuldades de ordem técnica e material, porquanto em termos de produção tem havido um crescimento qualitativo e quantitativo.

Governador do Cuando Cubango, José Martins © Fotografia por: Armando Morais (Angop)

Fonte: ANGOP