Internacional
04 Dezembro de 2021 | 10h05

Detidos pais de autor de tiroteio em escola de Michigan

Os pais do adolescente norte-americano suspeito de disparos numa escola de Michigan que causaram a morte a quatro estudantes foram hoje detidos, após acusação de homicídio involuntário por uma procuradora-geral, revelou o gabinete do xerife local.

Ethan Crumbley, de 15 anos, está acusado de vários crimes, incluindo homicídio, tentativa de homicídio e terrorismo, na sequência do tiroteio na terça-feira na Oxford High School, em Oakland County, que resultou na morte de quatro estudantes e ferimentos em outros sete.

As autoridades procuravam os pais desde a tarde de sexta-feira, James e Jennifer Crumbley, que acabaram por ser detidos em Detroit, anunciou em comunicado o subdiretor do condado de Oakland, Michael McCabe, adiantando que um veículo ligado ao casal foi localizado na sexta-feira por um empresário de Detroit.

Segundo o xerife Mike Bouchard, o advogado dos pais, Shannon Smith, concordou em providenciar a detenção, mas não foi capaz de chegar até ao casal.

Jennifer e James Crumbley foram alvo de quatro acusações de homicídio involuntário e, caso sejam condenados, enfrentam até 15 anos de prisão, segundo a agência de notícias AP.

De acordo com a lei do Estado de Michigan, uma acusação por homicídio involuntário pode acontecer caso os procuradores acreditem que alguém contribuiu fortemente para uma situação que causou ferimentos ou morte.

A arma semiautomática utilizada no tiroteio foi comprada legalmente pelo pai do jovem na semana passada, segundo dados revelados pela investigação.

Os pais raramente são acusados nos Estados Unidos em tiroteios envolvendo os filhos e no Michigan não existe lei que exija aos proprietários de armas mantê-las fora do alcance de crianças.

Poucas horas antes do tiroteio, os pais do suspeito estiveram numa reunião na escola motivada pelo comportamento do filho na sala de aula.

O jovem continuou na escola naquele dia e terá saído de uma casa de banho para efetuar os disparos, não tendo mostrado resistência aos agentes de autoridade quando o detiveram com a arma na mão.

Ethan Crumbley foi detido na terça-feira, após o tiroteio, recusando explicar a motivação do ataque.

Fonte: NM