Internacional
23 Novembro de 2022 | 12h56

Dezenas de crianças ainda desaparecidas na Indonésia

Na ilha de Java, na Indonésia, dois dias depois do sismo, mais equipas de resgate e voluntários chegam ao terreno para procurar vítimas entre os escombros.

O tempo urge. Dezenas de crianças estão ainda desaparecidas. A ONG "Save the Children" que operava um programa na região diz que a elevada incidência dos jovens afetados pelo terramoto se deve a terem sido destruídas ou danificadas mais de 80 escolas.

À medida que o tempo passa, fica mais difícil alimentar a esperança dos pais.

A prioridade continua a ser a busca de sobreviventes, mas as necessidades das populações atingidas pelo terramoto estão a crescer. Alimentos, água e abrigos temporários são urgentes.

As agências de ajuda humanitária vão distribuindo medicamentos e kits de higiene para famílias e crianças.

Segundo os últimos números divulgados pelas autoridades há 268 mortes confirmadas e mais de 150 pessoas ainda desaparecidas. Pelo menos um milhar de pessoas ficaram feridas.

Estes números poderão aumentar nos próximos dias à medida que forem sendo removidos os escombros dos edifícios e das estradas que bloqueiam o acesso a áreas remotas.

22 mil casas ficaram destruídas ou danificadas e 58 mil pessoas estão deslocadas.

Fonte: Euronews