Internacional
09 Junho de 2022 | 19h35

Deslizamento de terras faz 40 mortos no Congo Democrático

Pelo menos 40 pessoas morreram na terça-feira por causa de um desabamento de terra numa mina de diamantes no centro da República Democrática do Congo (RDC), anunciaram hoje as autoridades do país.

O acidente ocorreu numa mina na cidade de Samba, a cerca de 30 quilómetros de Tshikapa, capital da província de Kasai, disse, por telefone, à agência de notícias espanhola Efe, o ministro do Interior da província, Alain Shisungu.

"Confirmo que houve um deslizamento de terra no Samba, numa exploração de mineira de um cacique (local). Havia pelo menos 40 pessoas a trabalhar lá, quando o terreno afundou. Só conseguimos remover, até agora, seis corpos", adiantou o ministro.

Segundo Shisungu, o colapso da mina foi causado pela fragilidade do solo.

"Enviámos uma equipa de Tshikapa, que está a trabalhar para retirar outros corpos. Agora, há um problema de segurança para as pessoas que trabalham nas explorações mineiras e até para os seus proprietários. A segurança é muito importante para a nossa população", explicou o ministro.

A província de Kasai faz parte da antiga região com o mesmo nome, famosa pela actividade mineira e por abrigar uma das maiores empresas do sector no país, a Minière de Bakwanga (Miba), especializada na exploração de diamantes.

Em muitas jazidas da área, as operações são realizadas de forma artesanal, com poços subterrâneos, sem levar em conta a consistência do solo.

Fonte: JA