Internacional
27 Maio de 2022 | 10h26

Texas. Menina sujou-se com sangue e fingiu-se de morta para sobreviver

Criança estará a viver momento traumático, recordando os pormenores do ataque que mataram duas professoras e 19 crianças.

Afamília de uma menina de 11 anos, que sobreviveu ao ataque a uma escola no Texas, conta a forma como a menina agiu para tentar escapar à fúria de Salvador Ramos.

Segundo a tia de Miah Cerrillo, a menina do 4.º ano de escolaridade ter-se-á fingido de morta quando o atirador entrou na sua sala de aula.

Blanca Rivera, que é também madrinha da criança, revela que a menina está a passar por uma fase traumática, tendo partilhado alguns dos pormenores sucedidos na terça-feira, quando um jovem de 18 anos irrompeu pela Robb Elementary School e começou a disparar, tendo matado 19 crianças e duas professoras.

Segundo a família, a criança terá entrado em 'modo sobrevivência' e ao ver uma colega alvejada, e coberta em sangue, decidiu sujar-se com o mesmo sangue e fingir-se de morta.

"A Miah pegou em sangue e colocou-o sobre ela para que se pudesse fingir de morta. É muito difícil pedir para que ela recorde aquele momento, vezes sem conta, mas a minha cunhada diz que ela viu a sua amiga coberta de sangue e decidiu sujar-se com o sangue dela", prossegue a tia da menina, em entrevista à NBC.

A menina teve de ser hospitalizada após o acidente, para tratar de ferimentos ligeiros, mas já teve alta. A família está agora empenhada em ajudar a criança a superar física, emocional e espiritualmente desta experiência.

Fonte: NM