Notícias
23 Maio de 2022 | 10h31

Direito ao aborto. Sony responde a controvérsia com doações

O estúdio Insomniac também fará uma doação com o mesmo valor.

Depois das declarações polémicas do presidente da Sony Interactive Entertainment, Jim Ryan, sobre o direito ao aborto, a empresa japonesa decidiu fazer uma doação de 50 mil dólares (equivalente a 47 mil euros) à associação Women’s Reproductive Rights Assistance Project (WRRAP).

A notícia foi avançada pelo The Washington Post, que teve acesso à informação por via de um e-mail interno do estúdio Insomniac Games (detido pela Sony) onde foi adiantando que a produtora também faria uma doação de igual valor à da empresa-mãe. Mais ainda, caso os trabalhadores da Sony também decidam fazer doações, a Sony fará mais contribuições de igual valor.

A informação disponível indica também que a Sony pretende implementar um programa semelhante aos já anunciados pela Microsoft, pela Amazon e outras empresas tecnológicas - ajudando financeiramente qualquer trabalhadora que se veja obrigada a viajar dentro dos EUA para realizar uma interrupção voluntária da gravidez.

Fonte: NM