Internacional
23 Maio de 2022 | 09h42

Incêndio num 'ferry' causa sete mortos nas Filipinas

Sete pessoas morreram e cerca de 120 foram resgatadas hoje nas Filipinas, depois de um incêndio ter obrigado os passageiros a abandonar um 'ferry', avançou a guarda costeira.

O incêndio começou no Mercraft 2, uma embarcação com 10 tripulantes a bordo, que transportava 124 passageiros da Ilha Polillo para Real, na província de Quezon, na ilha principal de Luzon.

O porta-voz da Guarda Costeira das Filipinas, Armando Balilo, disse que as operações de busca de sobreviventes estão ainda em andamento. Pelo menos quatro pessoas permanecem desaparecidas.

O fogo aparentemente começou na sala de máquinas, disseram as autoridades.

Segundo fotos divulgadas pela Guarda Costeira, grossas nuvens de fumaça preta saíram do barco enquanto as chamas engoliam toda a embarcação.

Pessoas, penduradas em boias e vestindo coletes salva-vidas, estavam na água. Algumas foram resgatadas por outras embarcações.

"Conseguimos resgatar 40 sobreviventes. Temos dois mortos", disse Brunette Azagra, capitã de um navio que estava a 500 metros do Mercraft quando o fogo começou.

"Eles tiveram sorte porque também viemos de Polillo. Eles ultrapassaram-nos, mas estávamos mesmo ao lado", disse Azagra à rádio local.

Pelo menos 21 pessoas foram hospitalizadas, segundo Ricky Poblete, responsável pela gestão de desastres na cidade de Real.

O incêndio aconteceu quando o barco estava "a cerca de sete quilómetros" do porto, disse Poblete.

Os destroços do 'ferry' foram rebocados para a costa em Real.

Fonte: NM