Ciência
06 Dezembro de 2021 | 15h51

Pesquisadores encontram brinco egípcio raro dos anos 1000 em sítio arqueológico na Dinamarca

Com apenas uma dúzia de exemplares semelhantes no mundo, a joia encontrada em um campo comum na Dinamarca surpreende pesquisadores, que suspeitam ter sido um presente de um imperador bizantino para um viking da Guarda Varangiana.

Uma joia de ouro extremamente rara do Egito foi encontrada na Jutlândia Ocidental, na Dinamarca.
O brinco em forma de meia-lua dos anos 1000, encontrado por um detector de metais, consiste em uma placa dourada com decoração esmaltada representando dois pássaros ao redor de uma árvore ou planta.

De acordo com os pesquisadores, o brinco provavelmente tem origem no Egipto, e nenhuma joia semelhante foi encontrada na Escandinávia antes. A teoria é que a imagem representa a Árvore da Vida, entendida tanto na cultura islâmica quanto na cristã.

"Existem apenas 10-12 dessas peças em todo o mundo. Todas em coleções antigas de museus nos Estados Unidos, Reino Unido ou países árabes. Essa peça é única", disse o arqueólogo e inspetor do Museu Nacional Peter Pentz à Rádio Dinamarquesa.

Fonte: Sputnik