Cultura
27 Novembro de 2021 | 09h13

Luís Fernandes "dá luz" a nove “filhos” literários

O escritor Luís Fernandes colocou à disposição do público, esta sexta-feira, nove obras literárias, três das quais inéditas que, na sua maioria mergulham em coisas simples que constroem a vida humana, com uma linguagem bem articulada.

A colecção é constituída pelas obras inéditas " Andanças",  " O Padre no Hotel", " Vozes na Pedra".

O conjunto inclui seis crónicas das suas experiências profissionais como jornalista/ cronista, suas vivências, o seu modo de ver o mundo e a vida, intituladas " Quatro anos de vida", Cinco, Seis, Sete, Oito e Nove  anos de Vida, respectivamente.

Segundo Celso Malovoluneke, que procedeu a apresentação das obras,  o autor faz da vida uma brincadeira para que se perceba a dimensão de uma alma, com contemplação do belo, exaltação do lado bom da vida para que as tragédias se mantenham distantes.

"Induzir nas sua escrita humor, coragem,  optimismo e alegria são características do autor”, disse.

Editadas pela Mayamba, as obras a ser comercializadas na  livraria da Mayamba.

Luís Fernando nasceu no Uíge, em Outubro de 1961. Escritor e jornalista, publicou o seu primeiro livro "Noventa Palavras”, em 1999.

Seguiram-se-lhe "A Saúde do Morto”; "Antes do Quarto”; "João Kyomba em Nova Iorque”; "Destinos no Paraíso”; "A Cidade e as Duas Órfãs Malditas”; "Um Ano de Vida”; "Dois Anos de Vida”; "Três Anos de Vida” e "Letras na Brasa”.

Participou, com 14 outros autores, na colectânea de contos Estórias Além do Tempo. Em co-autoria com o escritor português Eduardo Águaboa escreveu o livro "Taras de Luanda”, recentemente lançado.

Fonte: ANGOP