Sociedade
14 Outubro de 2021 | 14h45

Governo quer mulher rural organizada em cooperativas

O vice-governador para o sector Político, Social e Económico do Cunene, Apolo Ndinoulenga, orientou hoje, na comuna da Mongua, (Cuanhama), as mulheres camponesas a organizarem-se em cooperativas agrícolas, de modo a beneficiarem de créditos bancários

Ao falar no acto alusivo ao Dia Mundial da Mulher Rural, a assinalar-se a 15 de Outubro, Apolo Ndinoulenga, disse que as mulheres devem filiar-se em cooperativas para terem acesso aos créditos agrícolas, de modo a aumentar a produção de cereais.

Explicou que a província dispõe de terras férteis que devem ser aproveitadas para o desenvolvimento da agricultura  familiar, no âmbito da diversificação da economia, promoção da segurança alimentar e combate à fome nas comunidades.

Informou que está em construção o canal de transferência de água a partir do rio Cunene, na região do Cafu, que irá contribuir para a prática da agricultura em grande escala.

O responsável destacou o papel da mulher rural na agricultura familiar, manutenção do sustento e contribuição para o resgate dos valores cívicos e morais nas comunidades.

A actividade  foi marcada pela abordagem dos temas "Agricultura familiar como Suporte para a Segurança Alimentar e Diversificação da Economia” e "Boas Práticas para Adesão das Mulheres no processo de Alfabetização

Famílias camponesas © Fotografia por: José Cachiva (Angop)

Fonte: ANGOP