Política
05 Agosto de 2022 | 08h56

Centro de Ciências pode entrar em funcionamento em Julho de 2023

O Presidente da República, João Lourenço, inteirou-se, ontem, sobre o estado das obras de construção do futuro Centro de Ciências de Luanda, instituição que terá a missão de popularizar o conhecimento científico e tecnológico no país

João Lourenço, que visitou o espaço pela segunda vez, percorreu as áreas, à medida que recebia explicações detalhadas da equipa técnica sobre a evolução da empreitada. Ao Presidente da República foi confirmado que o Centro entra em funções a partir de 2023 e está a ser dotado de condições técnicas modernas alinhadas aos padrões mundiais, para permitir que sejam realizadas pesquisas especializadas.  

O Governo pretende estimular e cultivar o interesse pela ciência e tecnologia, principalmente, nos jovens. O centro que terá autonomia administrativa, financeira e patrimonial, vai retratar, também, os recursos naturais de Angola e as questões ligadas ao ambiente e à saúde.

Instalado na antiga Fábrica de Sabão, no Largo do Baleizão, o Centro de Ciências de Luanda vai contar com vários espaços temáticos, com destaque para o espaço Yetu, que significa "nosso" na língua nacional kimbundu. Trata-se de uma sala que vai dispor de uma exposição permanente, exibindo a cultura de várias regiões do país.

Terá, ainda, uma sala para exposição de réplicas de dinossauros, designada espaço Wau, vocacionada para a divulgação da ciência global como os fenómenos da física e da química. Vai dispor, igualmente, de uma mini fábrica de sabão, em homenagem às antigas instalações, permitindo aos visitantes tomarem conhecimento com o processo de produção do sabão.

A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, explicou, a propósito, que está em curso o processo de admissão do pessoal.

O director geral do Gabinete de Obras Especiais, Leonel Pinto da Cruz, disse que o projecto fica concluído em Julho de 2023. O Centro de Ciência de Luanda, que vai contar com vários compartimentos, tem cerca de 6000 mil metros quadrados, uma área expositiva de cerca de 230 modelos e é considerado uma instituição de médio padrão, a nível mundial.