Cultura
28 Julho de 2022 | 08h29

Carteira Profissional dos artistas assegura a pensão de reforma

Uma Comissão da Carteira Profissional do Artista (CCPA), foi esta, quarta-feira, criada com propósito de garantir o seu reconhecimento com todos os direitos e deveres que os profissionais liberais têm.

A comissão conta com 21 membros integrantes, e pretende assegurar as condições para a atribuição do documento com vista a "garantir o reconhecimento com todos os direitos e deveres que os profissionais liberais têm"

Também segundo a mesma fonte prevê-se que as primeiras carteiras tenham uma "validade de dois anos" e que "sejam entregues, daqui a 20 dias", mas para isso os filiados vão ter de desembolsar "25 mil kwanzas".

Na conferência de imprensa, o presidente da Comissão para a Carteira Profissional do Artista (CCPA), Manuel Pedro Vieira Tomás, citado pela ANGOP, disse que a carteira trará a possibilidade dos artistas no acesso a uma pensão de reforma, que até agora não tiveram direito.

"A carteira vai ajudar os mesmos a beneficiarem de uma pensão de reforma que até ao momento nunca tiveram, porque nunca houve um enquadramento legal".

Adiantando que "Se um artista quiser receber uma pensão de reforma de 500 mil kwanzas, vai-se fazer uma simulação de quanto deve pagar de prestação mensal"

Fonte: JA