Sociedade
23 Outubro de 2021 | 10h09

Cadeia do Peu Peu prevê colher mais de 100 toneladas de produtos

Cento e 41 toneladas de produtos diversos é a previsão de colheita da campanha agrícola 2021/2022, no campo de produção do estabelecimento prisional do Peu Peu, província do Cunene.

De acordo com o chefe de departamento das actividades económicas e produtivas do estabelecimento prisional do Peu Peu, inspector prisional Lucas Sangueve, para presente campanha foi seleccionado o cultivo o milho, mandioca, batata-doce e hortícolas diversas.

Falando na abertura da referida campanha, fez saber que os produtos serão cultivados numa área de 63 hectares, dividido em três campos agrícolas e um destacamento.

Por seu turno, o delegado do Interior no Cunene, comissário António Ribeiro, disse ser aposta do Executivo angolano o relançamento da produção agrícola, com vista a reduzir as despesas com a aquisição de bens alimentares para os reclusos. 

Segundo o oficial superior, a intenção é alavancar a produção agrícola no sistema penitenciário, onde se encontra mão-de-obra capaz de garantir uma produção agropecuária de grande nível.

"É com este propósito que o executivo incrementou a produção nacional de bens de consumo, de forma a equilíbrar a dieta dos reclusos e efectivo do Minint, com o excedente para o processo de continuidade produtiva", sublinhou.

Referiu que a essência do binómio "Reabilitação-Produção”,em curso na província , tem como missão específica a humanização, reabilitação e reintegração social aos cidadãos privados de liberdade.

Para o presente ano agrícola, disse que foram criadas as condições técnicas e humanas necessárias para o êxito da referida campanha.

Na época do ano agrícola 2020/2021 foram colhidas em duas épocas produtivas 113,5 de produtos diversos destinados  ao consumo dos reclusos e efectivo do Serviço Penitenciário.

Fonte: ANGOP