Educação
03 Novembro de 2022 | 14h06

ADPP trabalha em projecto inovador para formação de professores

Um novo projecto de formação profissional e de professores no meio rural começa a ser implementado a partir de 2023, no município do Lucala, província do Cuanza Norte, no quadro da cooperação entre as agências de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP) e a de Cooperação Internacional da Corea do Sul (Koika).

O projecto, inovador, inclui a formação a distância com recursos às Tecnologias de Informação e Comunicação, segundo a presidente do Conselho de Administração da ADPP, Rikke Viholm, no quadro de uma visita de trabalho hoje (quinta-feira) à província.

O projecto, que inicia na província do Cuanza Norte, vai abranger também Malanje e Úige. Está avaliado em seis milhões de dólares americanos e será implementado em cinco anos.

 A koika coopera com a ADDP na formação de professores e técnica profissional desde 2009.

O primeiro secretario e chefe de Secção Política e Económica da Embaixada da Coreia do Sul em Angola, Hyung Kwon Jung,  que também faz parte da equipa de trabalho, esclareceu que o seu pais é expert no campo da formação electrónica e pretende partilhar a experiência com Angola.

Informou que a Koika coopera com vários paises africanos e em Angola já investiu cerca de 200 biliões de dólares americanos em vários projectos, como o de Inovação da Segurança Pública, e o Industrial de Tecnologia Avançada, em Luanda, assim como o de Modernização da Cidade do Sumbe.

A ADPP coopera com o Ministério da Educacao há 26 anos e já formou 14 mil  e 700 professores no meio rural.

Actualmente, em parceria co Ministério da Educação tem 14 escolas em  igual número de localidades no país.

A organização actua igualmente no sector da alfabetização e empoderamento da mulher nas áreas rurais, que integra também a vertente da cidadania, inclusão financeira e na economia formal, assim como ambiente, para uso sustentável de recursos florestais.

A ADPP é uma Organização Não Governamentel presente em território angolano. Foi fundada em 1986 e oficialmente registada no Ministério da Justiça em 1992. Actualmente implementa projectos de desenvolvimento em 17 províncias nas áreas de educação, saúde, desenvolvimento comunitário, agricultura e outros.

Antes de partir para o municipio do Lucala, a delegação teve um encontro de cortesia, na cidade de Ndalatando,  com o governador em exercício da província do Cuanza Norte, Mendonça Luís.

© Fotografia por: JA (Divulgação)

Fonte: Angop